8 razões para nunca visitar a Roménia

8 razões para nunca visitar a Roménia

Ao primeiro olhar, a lista abaixo pode parecer cheia de razões para nunca visitar a Roménia mas, desmontámos já a brincadeira porque rapidamente vai perceber que, na verdade, esta é uma terra riquíssima, que exige a sua visita.

8 motivos para "não" fazer as malas para a Roménia

Lendas, vampiros, castelos assustadores, montanhas gigantes, casas que têm olhos, cidades cheias de vida, um povo muito acolhedor e marca da UNESCO um pouco por todo o país. A Roménia é um país fascinante, repleto de cultura, tradições, paisagens e edifícios arrebatadores, a poucas horas de viagem e com um custo de vida muito confortável.

Montanhas assustadoras

carpatos

A Roménia é um país essencialmente montanhoso. No coração desta nação, erguem-se as cadeias de montanhas de Cárpatos, com o seu pico mais alto a mais de 2543 metros, o Monte Moldoveanu, no inacessível maciço Fagarasuliu. De uma beleza natural de tirar o fôlego, a Roménia é desenhada a montanhas, bosques e florestas, lagos, cascatas e rios, grandes fortificações e castelos que parecem saídos de contos de fadas.

Tire uns dias para descobrir os encantos romenos com a VEFA Travel. Saiba mais. >>


Frio, frio, frio

esqui

Apesar das quatro estações bem marcadas, o clima é diferente do português. O verão é quente mas chuvoso, a primavera e o outono são estações amenas mas o inverno é longo, muito frio e com frequentes nevões o que, na realidade, traz uma vantagem: desportos na neve. Apenas a 2 horas da capital Bucareste, na província de Brasov, Poiana é a principal estância de esqui.

Como nos restantes destinos de neve, nesta estância terá ao seu dispor tudo o que precisa para a prática de esqui e snowboard, como escolas onde poderá aprender ou aperfeiçoar a sua técnica bem como lojas para alugar equipamentos.

Estâncias de esqui para conhecer na Roménia:

  • Poiana
  • Straja
  • Transalpina Ski Resort
  • Predeal
  • Şuior
  • Sinaia
  • Azuga
  • Rânca
  • Bâlea Lac
  • Păltiniş

O Conde Drácula

castelo bran

A Transilvânia, conhecida como a terra deste malvado conde, fica na Roménia. Na verdade, a figura que origina a história do Conde Drácula nunca viveu no Castelo de Bran mas é graças a esta personagem dos livros de Bram Stoker que a região ganhou fama internacional. A história é inspirada em Vlad Dracul, conhecido como o “Empalador”, o tenebroso governante do Principado de Valáquia, conhecido por ordenar que aqueles que contrariassem as suas ordens fossem empalados.

No cimo de uma encosta, entre as montanhas da Transilvânia e a Valáquia, construído na rocha e rodeado de verde, está o labiríntico Castelo de Bran. Outrora, um ponto estratégico de defesa contra os otomanos, é um ponto turístico imperdível. Foi residência da Rainha Maria e desde a década de 40 que é um museu nacional. Uma vez que está na região, não deixe de visitar as suas igrejas fortificadas, são mais de 150, das quais sete foram classificadas como Património Mundial pela UNESCO (Biertan, Câlnic, Dârjiu, Prejmer, Saschiz, Valea Viilor e Viscri.)

Descubra a Roménia com a VEFA Travel. Saiba mais >>


Há dragões

Gradina Zmeillor

Na região de Salaj, há um Jardim de Dragões: o Gradina Zmeillor. Não, daqui não sairá esturrado pelo portento bafo destes animais fabulosos. Nada disso. Trata-se de uma reserva natural, geológica e paisagística, considerada como área protegida de interesse nacional, descrita por alguns como um pequeno pedaço do paraíso. Este é um parque desenhado para gente sem pressa. Reserve umas 2 horas para fazer caminhadas ou passeios de bicicleta por estes trilhos, absorver a paisagem e, claro, conhecer os dragões, que não são nada mais do que imponentes penhascos.


O mar é negro

mar negro

A costa da Roménia é banhada pelo Mar Negro, situado entre a Europa, a região conhecida como Ásia Menor e o Cáucaso. O Mar Negro está ligado ao Oceano Atlântico por diversos estreitos e pelos mares Mediterrâneo e Egeu. As temperaturas da água são mais altas em agosto, quando atinge o valor máximo de 24º C e entre junho e setembro os valores da água rondam os 21º C.

O mar é negro mas nada há a temer. O nome está relacionado com a presença de uma grande quantidade de sais minerais, matéria vegetal e lama negra, resultado de um alto teor de sulfureto de hidrogénio, que lhe dá uma cor escura. Se procura um destino de férias baratas, com uma costa intacta, água e clima amenos, mas sem descurar o conforto, a tranquilidade e o bronzeado, considere a costa da Roménia.


Os telhados têm olhos

sibiu

Em Sibiu, a terceira maior cidade da Transilvânia e uma das mais cativantes, mantém o charme como se fosse uma pequena vila, com as traças medievais características da arquitetura romena. Cidade de estudantes, Sibiu é um dos centros universitários mais importantes do país. Cheia de fulgor, é uma cidade muito criativa, voltada para as artes, onde acontece, anualmente, um dos maiores festivais de teatro: o Festival Internacional de Teatro de Sibiu. O mais curioso nesta cidade são janelas dos sótãos das casas mais antigas que parecem, literalmente, olhos que estão a vigiar quem passa.

Eis alguns dos locais a não perder em Sibiu:

  • Cidade Alta
  • Cidade Baixa
  • Praça Muito Pequena
  • Praça Pequena
  • Praça Grande
  • Nicolae Balcescu
  • Pasajul Scarilor

Viaje para a Roménia com a VEFA Travel. Saiba mais >>


Palco de guerra

livraria carturesti carusel

Bucareste, a capital, foi palco se sangrentas batalhas no início do século passado e, por isso, reza de má fama. Dizem-na feia mas não podiam estar mais enganados. Apesar da arquitetura estar marcada por violentas guerras e pelos medonhos planos urbanísticos de Nicolae Ceausescu (Presidente da República 1974-1989), a cidade é ainda considerada a “Pequena Paris de Leste”. Esta cidade é para ser feita a pé, vivendo a agitada vida noturna, admirando a arte urbana, descobrindo esplanadas, conhecendo os lagos, os lindíssimos jardins e outras atrações que sugerimos de seguida:

  • Jardim Botânico
  • Lagos: Floreasca, Tei, Colentina e Cismigiu
  • Museu da Aldeia
  • Museu de Arte Contemporânea
  • Museu Nacional de Arte
  • Mosteiro Stavropoleos
  • Macca-Vilacrosse
  • Pasajul Victoria
  • Livraria Carturesti Carusel
  • Seneca Anticafe
  • Journey Pub
  • Parque Alexandru Ioan Cuza
  • Parque Herastrau
  • Parque Cazzavillan
  • Palácio do Parlamento
  • Praça da União
  • Cidade Velha
  • Praça da Revolução
  • Athenaeum romeno

É tudo muito antigo

mosteiro

Pudera!, são muitos séculos de história, muitas guerras, conquistas, culturas e povos diferentes que já pisaram estas terras. A esta altura, já percebeu que, afinal, não faltam motivos para fazer as malas para o leste da Europa. Mas se lhe faltam razões para conhecer este surpreende país, saiba que a Roménia tem muitos lugares que estão classificados como Área Protegida ou Património Mundial da Unesco, designadamente:

  • Delta do Danúbio
  • Igrejas da Moldávia
  • Mosteiro de Horezu
  • Aldeias com Igrejas Fortificadas da Transilvânia
  • Centro Histórico de Sighisoara
  • Igrejas de Madeira de Maramures
  • Fortalezas Dácias nos Montes Orastie
  • Parque Nacional de Retezat

Conheça a Roménia com a VEFA Travel. Saiba mais >>

Se a Roménia não era o destino que, à partida, escolheria para as suas próximas férias, esperamos que este artigo o tenha ajudado a mudar de ideias. Nem tudo coube aqui, há muito mais a descobrir. A VEFA Travel é o parceiro certo para essa descoberta, com roteiros adequados para uns dias de descanso nesta pérola do leste, sem preocupações, com o melhor serviço e o preço certo para a sua carteira.

Boa viagem!

Veja também:
Deixe o seu comentário
Comentários
Visitei este país sem grandes perspectivas e vim de lá deslumbrada, é realmente maravilhoso
Convidado on 12/03/2019 22:52